Para Além do Vinho

Eterna Saudade!!!

Dia das Mães 2017

Feliz Dia das Mães para todas as mães amigas que hora leem esta mensagem, que seja um dia especialmente feliz. Para mim é sempre um dia misto de alegria, por minha loira e filha, e de tristeza pela falta que a minha saudosa mãe me faz. De qualquer forma, um dia a ser celebrado. Um brinde especial no dia de hoje, porém a devoção é, e deve ser sempre, diária!

Salvar

Três Milhão, Eta Colheita Boa!!

Faz nove anos que escrevo este blog opinativo sobre minha vivência e estudo sobre nossa vinosfera, tentando compartilhar com os leitores o pouco que conheço. Nem sempre o faço com a assiduidade desejada, mas sempre que me é possível posto aqui um pouco de minhas experiências compartilhando opiniões e emoções vividas nas estradas de nossa vinosfera.

Foi um longo caminho percorrido compartilhado com um monte de gente apoiando, pois uma andorinha só não faz o verão. Não vou citar a todos, porém tem lojistas, importadores, produtores, assessores de imprensa, amigos, família e, obviamente, você meu amigo leitor que me prestigia, que entende a mensagem e sabe que por aqui o que você lê é vero, fruto de minha experiência pessoal, sem “cut and paste”, sem filtros, somente sinceridade e independência de opinião, mas mais que isso, muito respeito pela opinião dos amigos que se dignam a fazer seus comentários os quais faço questão de responder. A vocês um enorme Kanimambo e, se tiver a curiosidade, veja nos links abaixo essa evolução, muitos de vocês fazem parte integrante dela!

3-milhao

Em Dezembro de 2008 chegava a 100 mil acessos

Em Maio de 2011, passei do Meio Milhão de acessos

Em Janeiro de 2013 batia 1 Milhão de acessos

Em Janeiro de 2014 batia a barreira de 2 Milhões de acessos

Em Janeiro de 2017 bato a barreira de 3.3 milhões de acessos

Volta e meia paro e faço um balanço das atividades de Falando de Vinhos e chegou a hora de mais um. Somados os números em que ficou hospedado no WordPress (até Set de 2014) e depois em outro provedor (isso que chama né?? rs), quando demorou um pouco para voltar a engrenar, o blog agora bate os 3.3 milhões de acessos e cresce o número de seguidores. Só neste último mês de dezembro de 2016 foram mais de 46 mil acessos e uma média diária geral de pouco mais de de 1.100 visitas, fico contente com isso. Costumo dizer que chegar é fácil, o duro é permanecer, seguir angariando seguidores, ganhar o respeito dos leitores durante um tempo estendido como este, fidelizá-los. Ao final deste ano Falando de Vinhos completará uma década, tenho que começar a pensar na festança desde já!! rs

A idéia do post de hoje é a de agradecer pelo apoio e constantes visitas, comentários (são mais de 10 mil e me orgulho dessa interatividade!), recomendações e apoio em geral. Quero registrar aqui um enorme KANIMAMBO a todos, pois há mais de 500 blogs/sites sobre o tema em nossa vinosfera de idioma português, então a escolha é farta e, por isso mesmo, um privilégio e honra o ter por aqui, ao mesmo tempo uma tremenda de uma responsabilidade. Cada um colhe o que planta então a colheita me deixa feliz, algo ando fazendo de certo, que venha mais Milhão!! rs

Mesmo assim, tem dias, momentos, que penso em parar, mas a criatura tomou conta do criador. Tem dias, semanas, que a inspiração falha, a falta de tesão se instala e me pergunto, porquê? Um comentário, no entanto, muda tudo e me faz lembrar das razões porquê comecei a escrever sobre esse incrível mundo do vinho. Escrevo, publico hoje e sempre por gostar de compartilhar minhas experiências e conhecimento, pela interatividade e porque tenho uma responsabilidade para com meus leitores, a de manter acesa a chama de Baco, seus ensinamentos, dicas e sugestões com total autonomia. Espero que sigam apreciando e curtindo a “viagem”!

Saúde, maningue kanimambo e espero vos seguir encontrando por aqui ou nos caminhos de nossa vinosfera que Baco escolher para isso, fui, boa semana a todos e durante a semana tem mais.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Mudou o Ano e Você? Vai Mudar Algo?

Afinal, o que muda no Ano Novo? Nada, sim nada, só mais um dia depois do outro, ou não? Na minha opinião, sim e não!! rs Há coisas que não mudam, como a Eletropaulo nos deixando sem energia por cerca de seis a sete horas no primeiro dia do ano, das contas vencendo e “otras cositas más”, porém há coisas que mudam sim e a grande maioria dessas somos nós que temos a capacidade de mudar. Está em nós essa mudança, sim, por isso este momento é tão importante, é o tempo a que devemos dedicar maior reflexão sobre o que somos, o que fazemos e com quem o fazemos? Tá bom assim, então vamos investir mais no status-quo. Está ruim, então porquê não buscarmos novos caminhos, novas formas? Sei que toda a hora é hora, porém eu gosto desta mudança de ano, me renova, me faz pensar, traz aquele empurrãozinho extra de que todos precisamos.

Sinto saudades de muitos e de muitas coisas, sinto frustrações por falta de empenho meu em diversas situações e com algumas pessoas, faço minha auto critica, busco encontrar forças e disciplina para mudar rotas, corrigir ações e traçar novos caminhos. Certamente muito do que listei entre minhas prioridades não conseguirei alcançar, porém algo será alcançado e já terá valido pena, por isso sigo refletindo, sigo fazendo minhas listas! rs

Muitos adoram postar textos ostentação, os grandes vinhos da virada, as grandes viagens e por aí afora, eu respeito e até curto alguns, porém essa não é minha praia. Até porque o mais singelo dos vinhos, no mais singelo dos lugares é o nirvana quando acompanhado das pessoas certas e essa sim é minha praia! Com costumo dizer, vinho é bom e produz bons elos, mas não é tudo, existe coisa muito mais importante além do reino de Baco e cada um deve achar a sua. É um bom momento para revermos nosso “status-quo” moral, espiritual e material, tempo de fazer ajustes caso se façam necessários. Mais do que promessas e objetivos, na grande maioria já esquecidos ao final de Janeiro, talvez devêssemos refletir sobre nossas ações e “modus vivendum”, para mudarmos o que podemos mudar, a nós mesmos!

novo-ano-2017

Gosto de deixar sempre uma mensagem que, de alguma forma, possa mexer com os amigos leitores que sempre me acompanham e hoje quero repetir aqui esta publicada há alguns anos e que os que há mais tempo me seguem deverão recordar. O autor é George Carlin, falecido em 2008, um personagem altamente controverso, algo anárquico, mas que foi extremamente feliz ao escrever isto, tudo a ver com a era das efemeridades que vivemos:

Bebemos demais, gastamos sem critérios.

Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com Deus.

Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.

Falamos demais, escutamos pouco, amamos raramente, odiamos freqüentemente.

Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.

Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.

Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.

Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos.

Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.

Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos cada vez menos.

Estamos na era do ‘fast-food’ e da digestão lenta; do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.

Essa é a era de dois empregos, casas chiques e lares despedaçados.

Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas ‘mágicas’.

Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa.

Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar ‘delete’.

Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.

Lembre-se dar um abraço carinhoso nas pessoas que ama pois não lhe custa um centavo sequer.

Lembre-se de dizer ‘eu te amo’ à sua companheira(o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame…se ame muito.

Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro. Por isso, valorize as pessoas que estão ao seu lado, sempre…

Eu não posso reclamar do Ano que passou, foi turbulento, duro, duríssimo, mas estou aqui e com muita lenha para queimar, grato a todos que fizeram isso possível. Muito deixei de fazer, especialmente na seara pessoal, mas estou traçando novas rotas, quem sabe agora vai!! Abraço a todos, grato por me seguir aqui no blog e se chegou até ao final deste texto, parabéns, és um herói e fiel escudeiro!! rs Para variar falei demais, mas kanimambo e agora só semana que vem porque vou tirar uns dias de férias. Saúde, alegria e din-din no bolso porque ajuda uma barbaridade, são os meus mais sinceros desejos neste primeiro dia útil do ano, fui! FELIZ ANO NOVO!!!!

PS. Imagem copiada do blog Masso Vita de Minda Silva.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

E o Natal Chegou!

Já lá se vão nove anos desde que primeiro escrevi um post de Natal neste blog, e todo o final de ano uma mensagem diferente celebrando um tempo de harmonia e paz que jfc-natalquisera se estendesse pelo Ano Novo que vem em seguida, gosto desse momento. É uma época em que as emoções ficam mais à flor da pele, em que a família se reúne para celebrar (o que cada um quiser e acreditar), em que esperanças são renovadas, balanços são feitos, novas metas definidas, tempo de reflexão, de viver a fantasia das crianças recuperando, mesmo que por alguns momentos, a inocência que há muito já perdemos!

Sigo na toada, do vinho e da vida, mais um ano que fica para a história mais um monte de promessas e decisões não cumpridas, uma nova lista ficando pronta, quem sabe desta vez! rs O vinho é um caminho que nos leva às pessoas, a emoções e prazer que é o que realmente vale a pena e sinto-me especialmente feliz e realizado este ano por ter deixado mais um legado de gente que uni e que se tornou amiga comprovando minha filosofia sobre estes incríveis caldos de Baco! Chego a este final de ano cansado, muito, mas também satisfeito com o resultado porque sigo vivo, em vários aspectos inclusive o comercial, ano árduo, difícil, mas o resultado veio, a duras penas, mas veio e brindo a isso!

Sigo não entendendo um monte de coisas, mas aos poucos, a idade faz dessa coisas, assumo o fato de que não preciso entender de tudo, preciso sim aprender a me relacionar com o que não entendo, descartar o e os que não forem importante, colocar as coisas em sua real perspectiva.

Foi um ano de luta, de conquistas e derrotas como é todo o ano porém um pouco mais conturbado do que o normal, tanto para nós como para o país. A tragédia e devastação de Mariana ao final de 2015 foi só um aperitivo e prenuncio à devastação provocada por nosso políticos e falsos Messias, Mariana ao cubo! Terrível, assustador, triste, decepcionante e preocupante, mas tudo colocado de lado por alguns dias enquanto celebramos o Natal. Enquanto isso, juntamos forças para encarar tudo de novo daqui a alguns dias, afinal, os desafios e os perigos seguem ali, ao virar a esquina.

Tempo de reflexão, de retomar o fôlego, de juntar forças para seguir adiante. Gostaria de terminar esta mensagem de hoje desejando a todos mais que um Feliz Natal e um Ano Novo pleno de realizações e muita saúde, quero deixar aqui uma mensagem que recebi no Face e achei que tem tudo a ver com a forma como me sinto este ano em que, se fiz muito, muito também deixei por fazer.

Aqueles que possa ter intencionalmente ferido, peço que me perdoem.

Aqueles que pude ajudar, quisera ter podido ajudar mais

Aqueles que não pude ajudar, peço-lhes compreensão

Aqueles que me ajudaram, quero lhes deixar um enorme KANIMAMBO do fundo de meu coração

       Com uma certa nostalgia que todo o ano me contagia nesta época, a canção de Natal que mais me emociona, Silent Night (sempre rola uma lágrima ao final), numa interpretação divina do grande Elvis Presley e Sara Evans, pode aumentar o som!! Feliz Natal, esqueça a parte comercial da época, abra seu coração e deixe esse espírito de paz, harmonia e compartilhamento tomar conta de você, “that’s what it’s all about”!! Que 2017 possa lhe trazer a força e sabedoria para enfrentar os desafios que virão, saúde para seguir lutando e alegria de viver. Sempre grato pela visita dos amigos e honrado pela escolha entre tantos nesta vinosfera virtual, um Brinde à Vida e um forte abraço!.

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Não Entendo, Só Gosto!

Tem hora para tudo, uma boa cerveja, um destilado, um drink o segredo é ser comedido pois tudo o que é exagero é condenável. Não sou xiita, curto meus fermentados, vinho e cerveja, porém volta e meia visito outras paradas e gosto de um bom scotch, uma certa queda por single malts e bourbons assim como um eventual gole ou dois (literalmente) de uma boa cachaça o que ocorre normalmente no final do dia e tradicionalmente quando estou mais tenso e o espírito pede algo mais potente para liberar o stress e garantir uma noite bem dormida (rs) . Hoje venho compartilhar, sem qualquer conhecimento mais profundo sobre a matéria a não ser “gosto/ não gosto”, dois destilados que ganhei de presente e curti demais, recomendo.
Sempre gostei de Kentucky Bourbon que é um pouco que nem Champagne, pois todo o Bourbon é Whiskey Angel´s envy porém nem todo Whiskey é Bourbon! Por um em especial sempre senti uma grande atração mesmo sem nunca o ter provado e por duas razões; a beleza da garrafa e o de ser finalizado em barricas velhas de Porto! Estou falando do Angel’s Envy que ganhei de presente de meus amigos Daniela e Sir Robert e que em breve virará garrafa de água para não esquecer nunca. Gente, que delicia, não perdi por esperar! É de uma cremosidade incrível, fino, um veludo na boca que se não nos segurarmos duas doses serão pouco e aqui há que se ser comedido porque o teor alcoólico é outro! O Bourbon obrigatoriamente não poderá ter menos de 40% (80 proof) de teor alcooólico e pode ir até 80% (160 proof), porém neste caso falo de 43% ou 86 Proof que é a medida usada por eles. Para este estilo de destilado, álcool baixo (rs), mas todo o cuidado é pouco. Como disse, só gosto, não dá para explicar nem descrever, mas quem quiser pode fuçar no link do site que é super legal e esta belezura ganhou 98 pontos da revista Wine Enthusiast que possui uma seção só de destilados. Ah, quem estiver por lá e  quiser me dar de presente não se acanhe não, como dá para ver pela foto a minha acabou!!

O outro foi uma oferenda dos amigos recentes Claudete & Gil, um destilado tupiniquim, a cachaça Capim Capim CheirosoCheiroso Topázio lá de Minas, mais precisamente de Santa Bárbara que passa 12 meses por tóneis de Jequitibá e Carvalho, chegando ao mercado em bonitas garrafas de 500ml . Boa demais essa cachaça sô e como diz o nome, muito aromática, cheirosinha memo! Uma garrafa dessas dura pelo menos um ano, mas como a ganhei há menos de três meses, até que esta está indo rapidin. Gostei tanto que, mesmo não trabalhando com destilados, penso e estou estudando a viabilidade de a incluir no portfolio da Vino & Sapore. Madeira muito bem usada, cor amarela tímida, saborosa, macia e elegante mesmo que potente (40%), coisa rara encontrar essa picância sem agressividade, classuda esta cachaça e você poderá conhecer um pouco mais dela clicando aqui para acessar o site do produtor. O que posso confidenciar é que aquelas duas pequenas doses, de que falei no inicio deste post, podem facilmente passar disso! rs Ontem fiz um teste, pequenos goles acompanhando um suculento prato de dobradinha, obra de meu amigo Claudio Lepera, não é que deu certo!!! Não pode se entusiasmar, mas ficou muito interessante.  Para ilustrar esta cachaça, afora a foto, me alembrei de uma Ode à Cachaça recitada pelo amigo Denis Marconi (versos de Reginaldo Clarindo Dutra) em uma já distante e saudosa viagem por terras argentinas com a qual finalizo este diferente post de hoje. Kanimambo pela visita e saúde!
Saracura vá te embora Tua terra já choveu
A mandioca de Janeiro Tatú Teba já comeu.
Se for por engano vá
Se for para abaixar a minha alta prosopopéia
Dar-lhe ei um chá de canela.
Cachaça é uma moça branca filha de um homem trigueiro
Quem encafifa com ela nunca junta dinheiro.
Desce desgraçada! 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Dia de Natal – Feliz Dia, Mas faça Valer a Pena!

Para mim, quem me segue sabe, o Natal não tem cunho religioso. Tem a ver com família, com crianças e sua inocência, é um momento para reflexão, de lembrar de pessoas que por minha vida passaram, de momentos vividos, de momentos perdidos, do que fiz, do que deixei de fazer, do que pretendo fazer enfim, tempo de celebrar a vida e pensar mais seriamente nela e seu significado. Hoje à noite, passada a noite de Natal e da comilança do almoço, pegue uma meia hora para meditar e refletir. Um bom vinho, preferencialmente, mas pode ser um bom whisky, uma cerveja, até um copo de água, deixe a luz bem tênue, olhe o horizonte (mesmo que seja em sua mente) e deixe-se levar por esta coletânea que fiz para compartilhar com os amigos.

É uma seleção de canções com as quais cresci e que me são muito caras, músicas que me tocam o coração e a alma, com performances incríveis dos intérpretes. Espero que gostem e minha mensagem a todos é que aproveitem o momento, que seja um dia feliz junto daqueles que mais ama. Recebi uma mensagem em espanhol no face, que agora compartilho com vocês amigos, leitores, família, todos a quem quero bem.

Aqueles que possa ter ferido lhes peço que me perdoem

To those I may have hurt, I ask for your forgiveness

Aqueles a quem ajudei, oxalá pudesse ter ajudado mais

To those I have helped, wish I could have done more

Aqueles que não pude ajudar, peço-lhes compreensão

To those I could not help, I beg for your understanding

Aqueles que me ajudaram, quero-lhes agradecer de coração

To those that have helped me, I want to thank you from the bottom of my heart

Fiquem com minha seleção musical natalina; saúde, alegria e kanimambo por mais um ano aqui e por aí! Here is the musical message I wanted to share with you this Xmas, great songs by great voices, Merry Xmas and Kanimambo.

Momento de Reflexão

Este espaço tem sido ao longo de oito longos anos, um local onde o vinho e seus prazeres têm sido protagonistas, porém em momentos Uruguai 1 064também compartilhei outros temas, mesmo que de forma mais comedida, publicando textos sobre coisas além do vinho porque, como não canso de repetir, vinho é bom mas não é tudo!

Hoje pela manhã li no Face um post publicado pelo grande e competente enólogo Alejandro Vigil com um texto do, aparentemente porque essa mídia prega peças na gente, Papa Francisco que é um cara realmente diferenciado! Seja ele o autor ou não, isso não vem ao caso, pois o seu conteúdo é emocionante e nos leva a momentos de reflexão independentemente da crença religiosa que cada um eventualmente siga. Abra um bom vinho, ou não, leia e reflita! Saúde, kanimambo e hoje, para mim, é o dia da saudade; da mãe, do pai, da irmã, dos tios, do sogrão, de ….. a lista é longa porque conforme vamos envelhecendo nossas perdas vão aumentando, a lei da vida!

Ser Feliz

Puedes tener defectos,estar ansioso y vivir irritado algunas veces,pero no te olvides que tu vida es la mayor empresa del mundo. Sólo tu puedes evitar que ella vaya en decadencia.Hay muchos que te aprecian,admiran y te quieren. Me gustaría que recordaras que ser feliz no es tener un cielo sin tempestades,camino sin accidentes,trabajo sin cansancio, relaciones sin decepciones. Ser feliz es encontrar fuerza en el perdón,esperanza en las batallas,seguridad en el palco del miedo,amor en los desencuentros.

Ser feliz no es solo valorizar la sonrisa,sino también reflexionar sobre la tristeza. No es apenas conmemorar el éxito,sino aprender lecciones en los fracasos. No es aprender a tener alegría con los aplausos, sino a tener alegría en el anonimato. Ser feliz es reconocer que vale la pena vivir la vida,a pesar de todos los desafíos,incomprensiones y periodos de crisis. Ser feliz no es una fatalidad del destino,sino una conquista para quien sabe viajar para adentro de su propio ser. Ser feliz es dejar de ser victimas de los problemas y volverse actor de la propia historia. Es atravesar desiertos fuera de si,mas ser capaz de encontrar un oasis en lo recóndito de nuestra alma. Es agradecer a Dios cada mañana por el milagro de la vida.

Ser feliz es no tener miedo de los propios sentimientos, es saber hablar de si mismo. Es tener coraje para oír un “no”. Es tener seguridad para recibir una crítica,aunque sea injusta. Es besar a los hijos,mimar a los padres,tener momentos poéticos con los amigos,aunque ellos nos hieran. Ser feliz es dejar vivir a la criatura libre,alegre y simple,que vive dentro de cada uno de nosotros. Es tener madurez para decir ‘me equivoqué’. Es tener la osadía para decir ‘perdóname’. Es tener sensibilidad para expresar ‘te necesito’.

Es tener capacidad para decir ‘te amo’. Que tu vida se vuelva un jardín de oportunidades para ser feliz… Que en tus primaveras seas amante de la alegría. Que en tus inviernos seas amigo de la sabiduría y que cuando te equivoques en el camino, comiences todo de nuevo, pues así serás más apasionado por la vida perfecta!

Usar las lágrimas para regar la tolerancia. Usar las pérdidas para refinar la paciencia. Usar las fallas para esculpir la serenidad. Usar el dolor para lapidar el placer. Usar los obstáculos para abrir las ventanas de la inteligencia.

Jamás desistas…. Jamás desistas de las personas que amas. Jamás desistas de ser feliz,pues la vida es un espectáculo imperdible!

Feliz dia dos Pais

Sesenta anos de vida, trinta e sete como pai, cinco como avô, são tantas emoções! Começamos a dois, eu e minha Loira, construindo uma história que segue seu curso, primeiro com minha Filhota, depois com a Pituca e a chegada do raspa de tacho, meu Filhote! Todos muito queridos e razão de meu viver, gente de que me orgulho de dizer que são meus filhos, me sinto abençoado. Como bons vinhos, advindo do mesmo produtor, mesmo terroir, mesmas uvas, possuem vida e personalidades próprias! Cada um toca sua vida a seu jeito procurando seus caminhos e de repente chega o Pitico para minha alegria e uma nova injeção de energia.

Com o crescimento deles vieram os apêndices á família e a mesa não mais dava para todo mundo, já somos nove no total e essa prole ainda deve aumentar ou seja, a casa pode ser pequena mas a mesa terá que ser grande!! rs Os amo demais e minhas crianças, o serão eternamente, me fazem imensamente feliz dando-me uma certa sensação de dever cumprido. Sempre me guiei por dois mantras pessoais que sigo fielmente e gostaria de compartilhar especialmente com os pais novos que hora leem esta mensagem:
Mais que participar, tem que dar o exemplo e um lindo poema de Khalil Gibran que é a essência da vida!

“Teus filhos não são teus filhos, são filhos e filhas da vida, anelando por si própria
Vem através de ti, mas não de ti e embora estejam contigo, a ti não pertencem.
Podes dar-lhes amor, mas não teus pensamentos, pois que eles tem seus pensamentos próprios.
Podes abrigar seus corpos, mas não suas almas Pois que suas almas residem na casa do amanhã, que não podes visitar se quer em sonhos.
Podes esforçar-te por te parecer com eles, mas não procureis fazei-los semelhante a ti, pois a vida não recua, não se retarda no ontem.
Tú és o arco do qual teus filhos, como flechas vivas, são disparados… Que a tua inclinação na mão do Arqueiro seja para alegria.”

Que essas flechas que disparei com minha Loira encontrem a alegria, a felicidade e alcancem seus objetivos. Homenagem a meu pai que, mesmo com uma relação tumultuada, sei que me amava e se orgulhava (reciproco) tendo me deixado como legado o exemplo da perseverança e da coerência. A meus filhos, obrigado pelo carinho sem o qual não sobreviveria. A todos os pais que me leem um forte e cúmplice abraço neste dia especial para nós. Kanimambo!

Mosaico dia dos Pais II

 

Salvar

Lisboa e Buenos Aires num Bailado Atlântico

A bandeira das coisas lusas sempre teve aqui presente e ultimamente tem dividido espaço com as argentinas, exceção feita à seleção de futebol obviamente, num bailado atlântico, algo que me fez lembrar este fado canção na voz do grande Carlos do Carmo. Peque uma taça de um bom vinho dos hermanos ou da terrinha e curta! Um dia com vinho, mas com a alma algo mais leve buscando algo que não sei! De Gil do Carmo e Fernando Araújo, Dois Portos:

Para acompanhar a letra e show de imagens de Lisboa e Buenos Aires o video do Al Mouraria abaixo é divino. Aliás, esse grupo formado em 2002, tem o Fado Tango como título de um CD. Para quem curte estes sons, vale a pena conhecer clicando aqui

DOIS PORTOS

La plata
E o tejo á baila
Dois portos
Que a história nos fez juntar
Recorda
Que viagens feitas
Que buscas
Que o meu fado-tango cantou.

Guitarra e bandonéon
Numa dança de amantes
Fado teu bailado
Tango da cor
De um xaile amado.

Lisboa e buenos aires
Num bailado altântico
Trocando as moradas
Portos de amor
Linhas traçadas

Piazzolla
Diz-me tu o canto
Memória
De um povo numa tanguédia

Maior
Ou menor o fado
Do tango
Que esta música eternizou

Guitarra e bandonéon
Numa dança de amantes
Fado teu bailado
Tango da cor
De um xaile amado

Lisboa e buenos aires
Num bailado altântico
Trocando as moradas
Portos de amor
Linhas traçadas

E “ah fadista” eu digo”

Dia das Mães – Singela Homenagem a Todas as Que me Acompanham

Um dia especial, de festejos, celebrações e saudades para alguns, pois, como li há dias no face, dia dos namorados sem namorado não dói, o que dói mesmo é Dias Das Mães sem Mãe! É dia de ser piegas, de voltar a sentar no colo e agradecer sempre por tudo aquilo que elas representam em nossas vidas .

É dia de dar carinho e demonstrar todo o amor que merecem, um beijo carinhoso a todas, que seja um dia lindo de paz, amor e alegria. Costumo homenagear todas lembrando da minha que tanto amo e que já não pode compartilhar do momento faz 20 anos, porém hoje quis mudar um pouco a mensagem  e esta canção veio a calhar porque diz muito do significado das Mães na vida de cada um, um amor incondicional sempre de mão estendida ajudando a levantar, a mostrar o caminho! Mais do que parabéns pelo dia hoje, vamos agradecer por tudo e não esquecer nunca!!

Voltando à minha infância, o primeiro poema que aprendi lá pelos meus oito anos; “Com três letrinhas apenas se escreve a palavra MÃE, Que é das palavras mais pequenas a maior que o Mundo tem”, beijo no coração e maningue (muito) kanimambo (obrigado), que sejam especialmente felizes hoje mais do que nunca.