Você Sabia?

Comprando Vinho no Exterior – Dicas Atualizadas

         Dizer que vinho no Brasil é caro é chover no molhado, mas o que é que não é caro por aqui?! Tanto isto é verdade que nos últimos anos nos especializamos em fazer exportação temporária de consumidores, vão vazios e voltam lotados, periga de até as malas serem Heavy travellercomprados por lá. De tablets e celulares passando por roupa, enxoval de bebê e chegando em vinhos, o brasileiro vem torrando uma nota brava no exterior e beneficiando o PIB de outros países enquanto o nosso se arrasta em agonia. É mais barato viajar para Nova York ou Miami, do que para natal ou Fortaleza, vai explicar!! Enfim, não adianta reclamar e mesmo desejando que todos fossem comprar vinho na Vino & Sapore e fizessem deste escriba do vinho um homem feliz e um pouco mais tranquilo, financeiramente falando, a realidade está aí então vamos com a maré e vou aqui dar algumas dicas de onde comprar vinho no exterior baseado em minha experiência e algumas dicas de amigos confiáveis. Já tinha escrito algo há alguns anos atrás, porém tem gente pedindo, então aqui estou de novo falando desse tema.

 Em função de minhas atividades profissionais como executivo de comércio exterior sempre viajei muito, foram quase 30 anos viajando boa parte do mundo, sendo que nos últimos anos meus principais destinos foram; Espanha, Portugal, EUA, França, Alemanha, Inglaterra e Argentina. Mesmo sendo terminantemente contrário a compras on-line de qualquer produto que eu vá ingerir, a maioria das vezes minhas viagens eram super corridas eu não conseguia tempo para praticar um de meus hobbies prediletos, fuçar loja de vinhos e bater papo com os “cavistes” de plantão, então não tinha jeito e tive que fuçar na rede tendo compilado esta lista mista de dicas. Podendo trazer até 16 garrafas de vinho (12 litros), o mais fácil a fazer é comprar on-line antes da viagem, pedindo para que a entrega seja feita no hotel, no escritório de seu agente, ou algum outro lugar de fácil acesso para você. Antigamente era mais fácil, depois da implantação de tantas novas regras de segurança de voo, ficou inviável carregar garrafas a bordo e, obrigatoriamente, isto quer dizer despachar os vinhos como bagagem então melhor deixar para comprar maiores volumes na última cidade antes do embarque de volta ao Brasil.Outra coisa, lembre-se que vinhos comprados no free shop de embarque com destino Brasil, entram na sua cota de USD500. somente o que você compra no duty free de chegada está fora, porém pelo que tenho visto os preços, mesmo algo mais baratos, não chegam a a empolgar.

Wine shop logos 1

o   Espanha:

§  Vila Viniteca – também tem loja, fica em Barcelona no Bairro Gótico, vale uma visita se tiver um tempinho sobrando  – www.vilaviniteca.es. Minha preferida e não deixo de passar por lá quando em Barcelona

§  Lavinia – Como em Paris, também possui uma bela loja em Barcelona e em Madrid – www.lavinia.es

§  Lojas on-line; www.aporvino.com e www.vinissimus.com

o   França: Place de Madelaine, Paris, o paraíso dos enófilos com mais de 5 lojas e ainda as famosas galerias a 10 minutos a pé. Por sinal, a Nicolas é uma franquia enorme com lojas em cada esquina de Paris, valem a visita.

§  Lavinia – Tem uma enorme loja bem encostada na Place de Madelaine, na avenida do mesmo nome. www.lavinia.fr

§Au Verger de Madelaine  – um caviste de primeira localizado na praça. Algumas preciosidades e um atendimento difícil de encontrar em outros lugares, minha preferida. http://www.verger-madeleine.com

§La Dernière Goutte – recomendação da amiga Leticia que vive por lá. Fica numa região muito interessante de Paris, Saint Germain de Prés.;  http://www.ladernieregoutte.net/vins/index.php?language=fr 

§  Outras lojas on-line; www.chateauonline.com e www.1855.com

o   Portugal:  Adegas e enotecas são conhecidas como garrafeiras em Portugal.

§  Garrafeira Nacional – em pleno centro histórico de Lisboa, talvez a melhor coleção de Vinhos do Porto, mas com boa coleção de vinhos de todas as outras regiões e denominações Portuguesas  e não só– www.garrafeiranacional.com. O legal é que eles trabalham com Tax Free que permite que você se ressarça dos valores de alguns impostos locais. Em Lisboa, não deixo de passar por lá!

§  Garrafeira Tio Pepe – quando no Porto, mesmo ainda não tendo estado por lá com tempo para visitar garrafeiras, me parece que a grande sacada é esta linda e bem suprida loja. Eu tenho fuçado, em função de uma dica, o site deles e gostei do que vi, inclusive dos preços. http://www.garrafeiratiopepe.pt/ .

o   Inglaterra:

§  Berry Bros & Rudd – www.bbr.com.

§  Vintage Wine Gifts – http://www.vintagewinegifts.co.uk/ – para coisas muito especiais!

o   Alemanha

§  Portwein – Para os amantes de Vinhos do Porto, eu não conheço nada igual. www.portwein-shop.de

§  Cielo del Vino – http://www.cielo-del-vino.de/ – Perto de Munique, um paraíso espanhol em terras bavarianas!

o   EUA:

§  Garnet wine – www.garnetwine.com – N. York

§  K&L Wine Merchants – www.klwines.com – São Francisco

§  Kendall Fine Wine – www.fi+ newinespirits.com – Miami

§  The Wine Specialist – www.winespecialist.com – Washington

§  Sherry-Lehman – http://www.sherry-lehmann.com/ – N. York

§  Sokolin – http://www.sokolin.com/ – N. York

o   Argentina – Montes de lojas por tudo que é lado em Buenos Aires, com preços que não variam muito. Há as lojas da Winery e Tonel Privado, um monte nas ruas e shoppings, mas se quiser algo diferente ……..

§  Lo de Joaquim Alberdi – Jorge Luis Borges 1772 – Palermo Soho com bons preços e produtos diferenciados. Loja bonita, atendimento de primeira, é minha preferida e há tempos que a indico aqui. Segue sendo uma exceção entre as obviedades do setor. www.lodejoaquinalberdi.com

§  7 Spirits – www.sietespirits.com ótima loja on-line.

§  Vinos Vintage – www.vinosvintage.com.ar curto muito o portfolio deles.

§  Aldos Vinoteca & Restoran – Moreno 372 – aberto até tarde da noite com uma bela seleção de vinhos, certamente uma visita imperdível para os enófilos de plantão. www.aldosvinoteca.com

§  Juan Cedrón –  Mendoza – Não tem site, pelo menos não encontrei, porém na loja bem próximo à praça central na Sarmiento 290, uma loja com rótulos muito especiais. Vinhos antigos, diversas verticais, muito tentador o lugar!

 

Vão estranhar que não tem nada no Chile, mas tem sua razão de ser. Como disse, as dicas acima são fruto do que conheço e pelo Chile não andei! Estou pedindo a ajuda dos amigos que andaram por aquelas bandas para compor uma lista de boas lojas em Santiago e assim que recebas sugestões publicarei. Bem, acho que para as férias que estão chegando aí já tem opção bastante para você se esbaldar, mas vê se não gasta tudo e guarda uns trocados para gastar por aqui vai! Uma última dica, vai viajar vê se traz coisa boa né? Nada de trazer vinhos que por aqui custam 30 ou 50 reais, aproveite e capriche; na Europa vinhos de 15 Euros para cima e nos Estados Unidos 20 dólares, porque aí sim você estará economizando e não deixe de fazer contas. Compare, preço + IOF + custo de excesso de bagagem e se mantenha dentro dos limites da lei!  Ah, não esqueça de falar com a companhia aérea e verificar antes quais as normas que eles têm com relação a transporte de vinhos. No mais, boa viagem, saúde e bons vinhos. Na Segunda falaremos um pouco mais de Rioja e uma de suas estrelas maiores, Viña Tondonia! Que tal tomar um branco com 20 anos de idade? Salute, kanimambo e um ótimo fim de semana para todos.

                  

 

 

        

 

 

 

2008 a 2012 – O Que Ocorreu Com os Preços do Vinho Nesse Período?

         Limpando minha bagunça do escritório neste final de ano me deparei com uma revista promocional, daquelas semanais, publicada pelo Pão de Açucar em Outubro de 2008 e nela, uma lista de vinhos com preços. Fiquei curioso em ver como o preço daqueles vinhos tinham evoluído no período e lá fui eu com a lista para o mesmo supermercado para conferir os preços atuais tendo me assustado com algumas das variações assim como surpreso com outras.

        Bem, mas já que tinha começado com essa comparação, porquê não ampliá-la! Peguei alguns catálogos antigos de algumas importadoras e também fiz esse levantamento com as seguintes premissas:

  • Em 2008, sempre que encontrei um vinho com dois preços, eu peguei o mais alto. Em 2012 o mais baixo, desta forma tentando evitar o fator safra.
  • A escolha dos rótulos foi ao acaso porém sempre tentei trazer vinhos mais conhecidos e das mais diversas origens
  • Foram sempre considerados os preços finais ao consumidor sugeridos pelas importadoras.
  • Não considerei preço promocional ou em oferta

        A lista, algo longa, segue abaixo e, para que você tire suas próprias conclusões lembro de alguns fatores importantes para permitir uma melhor análise comparativa:

  • Podem existir diferenças maiores em função de safras pois em caso de grandes safras o preço dá um pulo grande
  • A inflação média oficial (como sabemos está bem fora da realidade) do período foi de cerca de 25%.
  • O Dólar médio em 2008 foi de R$1,81 e o de 2012 de R$1,95.
  • Alguns rótulos mudaram de importadoras nesse período.

       Classifiquei os resultados partindo da maior variação para a menor e marquei com asterisco os vinhos pesquisados no Pão de Açucar. Bom proveito e Colomé, bem, esse post fica para Segunda  ou Terça pois não o consegui terminar a tempo. Espero que se divirtam avaliando essa tabela no fim de semana, há deduções bem interessantes a tirar, mas a conclusão final é sua!

       Salute, kanimambo e nos vemos por aqui ou na Vino & Sapore onde o MATA-MATA de preços para reformulação de portfolio corre solto!

         Análise de Preços do Mercado de Vinhos São Paulo

                             Período de 2008 a 2012

Rótulo Origem  Preço 08  Preço 12   Variação
Benjamim Nieto* (corrigido em 28/01) Argentina R$ 13,90 R$ 18,90 36%
Salton Classic merlot* Brasil R$ 11,90 R$ 19,90 67%
Conde Foucauld Brut* Brasil R$ 12,90 R$ 20,90 62%
Miolo Seleção* Brasil R$ 15,90 R$ 25,00 57%
Prosecco Salton* Brasil R$ 25,90 R$ 39,90 54%
Cune Vina Real Crianza Espanha USD 27,90 USD 42,90 54%
Michel Torino Pinot* Argentina R$ 18,90 R$ 28,90 53%
Valdorella* Itália R$ 16,90 R$ 24,35 44%
Trapiche Roble* Argentina R$ 29,90 R$ 42,90 43%
Santa Alicia* Chile R$ 14,90 R$ 19,90 34%
Corvo tinto* Itália R$ 29,90 R$ 39,90 33%
La Linda Argentina R$ 29,00 R$ 38,00 31%
Livio Felluga Tocai Friulano Itália USD 49,90 USD 64,90 30%
Pedriel Single Vineyard Argentina R$ 225,00 R$ 289,00 28%
Santa Rita* Chile R$ 29,90 R$ 37,90 27%
Marcus James* Brasil R$ 11,90 R$ 14,90 25%
Fonseca Porto Reserva BIN 27 Portugal USD 39,90 USD 49,90 25%
Prosecco Bedin Itália R$ 53,00 R$ 66,00 25%
Cuvée Alexandre cabernet Chile USD 46,50 USD 57,90 25%
Chartron la Fleur Blanc França USD 22,50 USD 27,50 22%
Marques de Montemor Portugal R$ 33,00 R$ 40,00 21%
A d’Aussiéres França USD 34,50 USD 41,50 20%
Kaiken Cabernet Argentina USD 17,50 USD 21,00 20%
O.Fournier B-Crux Blend Argentina USD 44,90 USD 52,50 17%
Edizione Cinque Autoctoni Itália R$ 145,00 R$ 169,00 17%
Legend R Bordeaux Rouge França USD 29,90 USD 34,50 15%
Chateauneuf du Pape la Nerthe Rouge França R$ 209,00 R$ 240,00 15%
Quinta da Gaivosa Douro Portugal R$ 193,00 R$ 218,00 13%
Norton Malbec Reserva Argentina R$ 55,00 R$ 62,00 13%
Marchese di Frescobaldi Remole Itália R$ 58,00 R$ 65,00 12%
Rust em Vrede Merlot África do Sul USD 33,00 USD 36,90 12%
Batasiolo Barolo Corda della Bricolina Itália R$ 315,00 R$ 350,00 11%
DV Catena Cabernet/Malbec Argentina USD 33,00 USD 36,50 11%
Quinta de Saes Tinto Portugal USD 28,90 USD 31,90 10%
Dezzani Barbaresco Itália R$ 91,00 R$ 98,00 8%
Perez Cruz Reserva Cabernet Chile R$ 54,00 R$ 58,00 7%
Bramare cabernet Argentina R$ 164,00 R$ 175,00 7%
Sassoaloro Itália USD 78,50 USD 82,90 6%
Errazuriz Max Reserva Cabernet Chile USD 42,00 USD 43,90 5%
Bordeaux Bouquet de Mombrison França R$ 174,00 R$ 181,00 4%
Odfjell Orzada Carignan Chile R$ 73,00 R$ 75,00 3%
Spice Route Mouvédre África do Sul R$ 85,00 R$ 87,00 2%
Batasiolo Barbaresco Itália R$ 98,00 R$ 100,00 2%
Sta. Helena Reservado Chile R$ 18,90 R$ 19,00 1%
A. Lisa Malbec Argentina USD 49,90 USD 49,90 0%
Leyda las Brisas Pinot Chile R$ 79,00 R$ 79,00 0%
Cave de Ladac* França R$ 19,90 R$ 19,90 0%
Monte Velho* Portugal R$ 39,90 R$ 39,90 0%
Prado Rey Elite Espanha R$ 270,00 R$ 268,00 -1%
Tabali Special Reserve Blend Chile R$ 104,00 R$ 103,00 -1%
Los Cardos Malbec Argentina R$ 38,00 R$ 35,00 -8%
Cote Rotie La Divine França R$ 483,00 R$ 436,00 -10%
Aliré Syrah/Nero d’Avola Itália R$ 106,00 R$ 95,00 -10%
Tignanelo Itália R$ 480,00 R$ 420,00 -13%
Qta do Vallado Touriga Nacional Itália R$ 178,00 R$ 148,00 -17%
Raka Figurehead África do Sul R$ 121,00 R$ 96,00 -21%
Brancaia TER (rótulo amarelo) Itália R$ 104,00 R$ 74,00 -29%

L

Você Sabia? Mendes em Moscou!

            A partir desta semana, quero ver se consigo publicar algumas noticias e informações especiais que recebo de diversas fontes inclusive de alguns assessores de imprensa com quem tenho  maior relacionamento.  Já fiz isso há um tempinho atrás, parece uma eternidade, então na verdade será apenas uma retomada!  Neste primeiro post quero ressaltar a incrível trajetória profissional de um mestre das carnes que abriu recentemente sua filial do North Grill, agora também na Vila Nova Conceição, é o Antônio Mendes, ou simplesmente “Mendes” como é mais conhecido no metié. Indicado como um dos melhores restaurateurs pela Veja Comer e Beber 2011 possui uma bela trajetória na área de restaurantes e é muito reconhecido por isso. Começou no grupo Rubaiyat onde ficou por 14 anos,  começando como cumin e terminando como gerente. Atuou no Cabaña Las Lilas, de Buenos Aires por 5 anos e, na volta a SP, assumiu o cargo de gerente do restaurante Eau, do Hotel Hyatt, ao lado do chef Pascal Valero. Em 2004 tornou-se sócio do North Grill localizado no Shopping Frei Caneca e desde Outubro de 2010 está com essa casa nova, o North Grill Vila Nova.

            Todo esse expertise acabou culminando num convite do empresário e magnata russo Shehzad Shaikh, de origem paquistanesa, que em visita a SP esteve por várias vezes no North Grill e se apaixonou pela comida e estilo da casa, para inserir o churrasco brasileiro e o estilo North Grill em seu restaurante em Moscou. “ Mendes permaneceu 20 dias naquela cidade e na bagagem levou seu churrasqueiro Manoel Carlos e algumas partes da estrutura da churrasqueira e grelhas, fabricadas aqui em SP para ser adaptada ao Restaurante Gandhara em Moscou.  A experiência foi complicada e de certa forma engraçada, conta Mendes. “Os cozinheiros não conheciam grelha, não sabiam como usá-la e não entendiam como podíamos temperar a carne só com sal grosso”, diverte-se Mendes. Os cortes de carne foram fáceis de achar, importando da Austrália conseguiram bife Ancho, bife de chorizo, file mignon, T-bone e cordeiro. Ensinaram o preparo do molho vinagrete, arroz maluquinho (crazy rice) e alho assado, parte do couvert do North Grill. Difícil foi convencê-los a provar carne mal passada ou ao ponto. O gosto dos russos é mesmo de carne mais assada.  O sucesso dos pratos de Mendes foi comprovado rapidamente. Em apenas 15 dias mais de 50% dos pratos pedidos no Gandhara já eram as carnes “brazilian style”.

            Uma história de sucesso que conheço pessoalmente pois já tive oportunidade de comer, muitíssimo bem por sinal, no North Grill do Shopping e confirmo; bom serviço e carne excelente! Agora preciso conferir a nova casa e, quem sabe, volto com alguma Dica da Semana deles um dia desses. Aliás, são diversos os Wine Dinners de primeirissímo nível que eles promovem regularmente. Para maiores detalhes do lugar acesse o site > http://northvilanova.com.br/

         É isso e espero que possa ter material interessante e a tempo em mãos para vos trazer mais histórias dessas porque falar de sucesso fruto de trabalho, mesmo que de terceiros, é sempre algo prazeroso e, em alguns casos, até inspirador. Salute e kanimambo.