Dicas da Semana

Vamos Navegar? Show de Viagem!!

Fiz as contas, sete dias navegando num veleiro luxuoso com tudo incluso (exceto bebidas alcóolicas) por lugares paradisíacos na Europa por USD1800 ( a partir “de” sejamos honestos) é uma pechincha, tinha que compartilhar!

Star clippers clipboardTá achando que o tuga aqui pirou? Pirou não, faça as contas. Hotel razoável, 2 modestas refeições por dia, transporte entre os locais, um mínimo de 250 euros por dia o que equivale  a cerca de USD1850,00 ou seja, o veleiro é uma experiência que sai na faixa! Sem contar o Grande Premio de Mônaco, Porto Fino, Sardenha, adorei, mesmo nunca tendo vivido essa experiência e certamente minhas projeções de custos estão bem aquem. É ou não é uma pechincha?? Dá uma olhada aqui abaixo no roteiro e baba, eu já estou todo encharcado!! rs

Do Grand Prix de Mônaco às belas paisagens da costa italiana e
francesa em 7 dias preciosos

Misturar o suave farfalhar das velas ao vento com o ronco de motores no Grand Prix de Mônaco, e percorrer algumas das mais belas ilhas da costa italiana e francesa é a experiência completa sugerida no roteiro exclusivo da Star Clippers, a lendária companhia de veleiros que recria a saga dos áureos tempos da navegação, em veleiros admiráveis.

Neste programa de 7 noites saindo do porto de Cannes, o Royal Clipper, maior da frota, singrará as águas de Montecarlo, no domingo, com uma brecha para se assistir a uma das mais glamourosas etapas da Fórmula 1, o  Grande Prêmio de Mônaco, cujo percurso se dá dentro da cidade, com vistas e cenas espetaculares

Star mônaco

Dali, rumará para Portofino, pequena vila debruçada sobre o mar, visitada por celebridades que vão de Napoleão Bonaparte a Jennifer Lopez, com suas casinhas de fachadas coloridas que se misturam com o azul cristalino do mediterrâneo. Na sequência, a bela Calvi, na Córsega, charmosa cidade que combina história com um porto maravilhoso de onde se descortina praia de extensa faixa de areia

Star portofino

Em seguida, Alghero, na Sardenha, e seu rico centro histórico para visitar palazzos góticos, e desfrutar da atmosfera em piazzas rodeadas de elegantes cafés. Depois, mais encantos da Córsega, em Porto, navegando também pela Reserva Natural de Scandola, com suas incríveis formações rochosas, e finalizando com Porquerolles, principal ilha do conjunto chamado de Iles D’Or, na comuna de Hyères, com trilhas majestosas, muitas delas beirando vinhedos e oliveiras

Star Sardenha

A saída é dia 27 de maio, do Porto de Cannes, local onde o programa chega ao fim, no dia 3 de junho.

É ou não é show? Mais show, visite o site da Star Clippers, uau!! Tinha que compartilhar com os amigos e se alguém for, depois conta tudo aqui, por favor! Kanimambo pela visita, uma ótima semana para todos e falamos mais adiante. Saúde!

 

Salvar

Salvar

Salvar

Portugal, Quantas Razões Para a Visitar!

Não é de hoje que Portugal é cobiçado, seja por sua privilegiada localização geográfica, seja por sua riqueza cultural ou por seus vinhos e azeites de fama internacional desde os tempos dos romanos, visigodos e mouros. Hoje são os turistas que estão descobrindo as riquezas lusas.

clip-jornalA par dos grandes néctares engarrafados, a gastronomia é também algo que faz despertar os sentidos mais apurados dos Deuses. De fato, este país à beira mar plantado possui naturalmente uma vasta gama de pratos típicos, porém os mais conhecidos mundo a fora são, sem dúvida, os elaborados à base de bacalhau, mas vai muito além disso, a diversidade é imensa, apesar deste ocupa um lugar de honra à mesa do povo português. Sardinha assada é, também, uma iguaria dominante nos churrascos e festas ao ar livre e não se pode voltar sem provar!!

Contudo, e apesar da consagrada qualidade de seus peixes e mariscos preparados com maestria, os lusitanos também apreciam um bom pedaço de carne, confeccionando-o de acordo com as mais variadas e saborosas receitas, a cada canto do país uma receita diferente com a marca da terra. Carne de porco, cabrito ou borrego (cordeiro) são as mais apreciadas, não esquecendo também o famoso “bife à portuguesa”, geralmente confeccionado com molho à base de Vinho do Porto ou até mesmo o leitão assado, uma iguaria típica da região da Bairrada, os peculiares enchidos (embutidos) e a “francesinha”, um manjar tipicamente nortenho. E a “carne de porco à alentejana”, já provou? Por sinal, adoro Iscas com Elas, já conhece? rs

clipboard-sabores

E o queijos da Serra da Estrela e de Azeitão? Outra iguarias a não perder certamente. Mas, e os doces? Quem é que já não ouviu falar dos célebres pasteis de Belém? E os ovos moles, os pasteis de amêndoa, o pão de rala, o pão de ló, ou até mesmo a aletria, arroz doce, leite creme, doce de gila e as diversas compotas e marmelada?

Neste infinito paraíso gastronômico português, difícil não se deixar levar pela extensadiversos-058 variedade da gastronomia lusitana, mas, claro, sempre bem acompanhada pelo precioso néctar, o vinho! Viajar por terras lusas é uma experiência sensorial única onde não existe espaço para regimes é para meter o pé na jaca mesmo!! rs Como já dizia Stefano Padulosi, “levar um garfo ou uma colher à boca é a última etapa dum percurso demarcado pela história e pela geografia”.

Para além dos consagrados fortificados, Vinho do Porto e Vinho da Madeira, os deliciosos Moscatéis de Portugal compõem o caleidoscópio de um mundo de vinhos de sobremesa ímpares, entre os melhores do mundo! Na verdade, a riqueza das castas é um dos pontos fortes deste país, destacando-se mundo afora pela originalidade de seus vinhos, que despertam bastante curiosidade. São cerca de 300 diferentes castas autóctones de nomes por muitas vezes bem estranhas como Rabo de Ovelha, Avesso, Esgana Cão, Bastardo, Alfrocheiro, Tinta Miúda, Rufete e outras tantas mais! Tudo isso num país de tamanho similar ao Estado de Santa Catarina.

A propósito, já ouviu falar do “Vinho dos Mortos”, um regional transmontano, da bela localidade de Boticas? É, certamente, um vinho com muita história para contar… remete-nos a 1808, período das Invasões Francesas, durante o qual, com o avanço das tropas comandadas pelo General Soult, o povo, com medo dos furtos a que estava sujeito, resolveu enterrar os seus bens mais preciosos, entre os quais, o vinho. Mais tarde, após os franceses terem sido expulsos, os habitantes da Vila de Boticas começaram a desenterrar os seus pertences e, naturalmente, os seus vinhos, que acreditavam já ter perdido. Porém, qual não foi o espanto da população quando deparou que o vinho ainda estava em perfeitas condições, adquirindo até novas propriedades organolépticas. A partir deste feito e por ter sido enterrado, este vinho passou, então, a designar-se “Vinho dos Mortos”, passando-se a utilizar esta técnica, descoberta ocasionalmente, para melhor conservar e otimizar as propriedades do vinho. Estou com uma garrafa para provar, mas ….. bem, depois falo!

Provavelmente, ainda não tenha ouvido falar desse vinho, mas certamente já ouviu dizer que Portugal é um país bem arraigado às suas tradições, então, porque não continuar a fazer vinho em lagares de pedra, prática esta que remonta à Roma antiga? Grandesdiversos-058 Vinhos do Douro, Dão e do Alentejo, em especial, ainda são feitos por esse processo e não é só coisa para turista não!! Estes são apenas alguns exemplos da vasta riqueza gastronômica (que tal comer no Cu da Mula??) e vitivinícola portuguesa, porém Portugal tem muito mais para ser descoberto! Tem cultura, arquitetura, história mesclada com modernidade,paisagens lindas e uma enorme diversidade regional, não tem quem viaje por lá e não volte surpreso e querendo voltar sendo comum eu ouvir a frase; ” se eu soubesse que era assim já teria ido antes”!

Hoje não falei de vinho, porém falar de Portugal é falar da farta opção de vinhos e pratos que nos fazem aguar só de pensar, saudades!! Kanimambo pela visita e neste fim de semana, seja em casa ou em um dos muitos restaurantes lusos espalhados pelo mundo afora, vá conhecer um pouco dessas iguarias e se deliciar com os sabores de Portugal. Bom e gordo fim de semana, porque ele existe para isso, eu fiquei com vontade e acho que daqui a pouco vou dar um pulo na A Quinta do Bacalhau e me deliciar com bolinhos de bacalhau e uma bela alheira! Fui!! rs

Salvar

É para Pouquíssimos, Mas é Espetacular e Único!

Promovido pela importadora Clarets que não conheço, eis um Wine Dinner para lá de especial! Começa com Champagne Cristal, termina com Chateau D’Yquem e no meio uma vertical de Chateau Mouton Rothschild da década de 80, numa noite inesquecível para deixar qualquer enófilo com água na boca. Nos dias 25 e 26 de Outubro no Hotel Fasano com jantar e apresentação de Manoel Beato. É show, mas tem que ter munição à brava, porque cada convite custa R$5.490,00. Agora, tendo a disponibilidade, certamente um momento único em que eu não me importaria nadinha de participar mas …quem sabe sobra uma rolha para cheirar, porque esse é meu limite!! rs Gente, para quem se interessar, veja mais abaixo onde consta o telefone para contato. Boa semana e kanimambo pela visita. Ah, ia-me esquecendo! Se houver alguma boa alma que queira antecipar meu natal, pode mandar o convite!!!!

clarets-wine-dinner

Salvar

Salvar

Diversidade No Mundo do Vinho

Nossa vinosfera é um vasto ambiente no qual não cabem verdades absolutas, aprendi isso faz tempo e volta e meia sou lembrado disso pelos fatos. Diversidade de uvas, de formas de vinificação, de terroirs, de enólogos, de sabores, de aromas porquê nos vino-globeatermos a um só quando podemos nos divertir na busca? Quem disse que na argentina só sabem fazer Malbec, que no Chile só sabem fazer Carmenére ou Tannat no Uruguai? Quem disse que no Brasil não se faz bons vinhos ou que todo o vinho sul-africano é pinotage? Se você acredita em qualquer uma dessas premissas e outras de gênero, vai aqui meu desafio para abrir sua mente a novas experiências e explorar esse mundo mágico. Como? Degustando, provando coisas novas e hoje trago aqui uma oportunidades dessas. Na Granja Viana, Vino & Sapore por supuesto (rs), daqui a dez dias.

 

Diversidade Argentina – Dia 22 de Setembro ás 20 horas na Vino & Sapore! Descubra uma argentina diferente através de seis vinhos tintos e um espumante sendo que somente este último será de Malbec. A idéia é desconstruir essa imagem de que os hermanos somente sabem produzir bons Malbecs, ledo engano meus amigos! Minha experiência, no entanto, viajando mais de 5 mil quilômetros por regiões produtoras provando de tudo um pouco e conhecendo algumas centenas de rótulos, me dizem o contrário e convido vocês a conferir, não precisa acreditar em mim não! Para apenas 12 pessoas, seis vinhos e mais o espumante, vejam a lista de rótulos que estão numa gama de preços entre 100 a 230 Reais.:

Vicentin Rosé Extra-brut Rosé de Malbec
Penedo Borges Cabernet Sauvignon Reserva
Lagarde Guarda Cabernet Franc
El Enemigo Bonarda
Vicentin Backbone Co-Fermented Blend*
Las Moras Gran Syrah 3 Valleys
Fabre Montmayou Gran Reserva Merlot
 
Durante a degustação, os costumeiros queijos, frios, pão e água e ao término serviremos empanadas da Caminito, um de nossos parceiros de longa data.O preço da descoberta será de R$150,00 por pessoa a serem pagos no ato da reserva, vai dar mole? Contatos de Terça a Sábado das 14 às 19h pelo telefone (11) 4612-6343 ou pelo e-mail comercial@vinoesapore.com.br .
 Por hoje fica esta dica, mas durante o resto da semana tem mais. Saúde, kanimambo pela visita e nos vemos por aí!

Salvar

Salvar

Degustando Taças de Vinho ou Desmistificando Enochatices

Afinal meus amigos, qual a real importância da taça de vinho na apreciação de um bom vinho? Necessidade ou pura frescura? Um de meus posts mais lidos trata exatamente da necessidade, ou não, de possuir boas taças e como este conceito pode ser exagerado! Por outro lado, um bom vinho merece uma boa taça e isso. eu garanto.

No entanto, esqueça o que eu ou qualquer outro diz, a melhor e única forma de descobrir se isso é só mais uma enochatice de nossa vinosfera, é provando! A Vino & Sapore se associou pela terceira vez ( a cada dois anos) à Riedel para promover mais um tira-teima, é a Riedel Tasting na Granja Viana agora no próximo dia 25 de Agosto. Limitado a 30 pessoas, dezoito dessas vagas já está pré-reservadas, vamos descobrir o quanto a diferença de formato de uma taça pode ou não mudar sua percepção de sabor e aromas.

Clipboard Riedel Tasting 2016

Lógico que para provar as taças precisamos de vinhos e por uma exigência da própria Riedel, os vinhos não poderão ter menos do que 90 pontos, afinal; para as melhores taças os melhores vinhos, ou vice versa! Com isso em mente e a parceria com a Mistral e a Almeria, creio que caprichamos na escolha, porém, mais uma vez, cabe a você conferir.

Catena Chardonnay (RP92) –  uma das grandes referências para brancos maturados em barricas de carvalho produzidos na América do Sul, mostrando muita concentração e finesse. Sempre muito elogiado pela critica internacional, é um excelente branco com bouquet cativante de frutas brancas e nota mineral. Na boca é macio e pleno, com frutas maduras, mel, baunilha e um agradável e sutil toque tostado

Alma Negra Pinot Noir (RP92) – vinhedo a 1.300 metros de altitude em Tupungato, com grande amplitude térmica, permite que a Pinot Noir seja colhida perfeitamente madura na região de Mendoza, dando origem a este cativante vinho da linha Alma Negra. Para respeitar o caráter delicado da casta, apenas 50% do vinho é maturado em barricas de carvalho francês, sendo o restante vinificado em cubas de aço. Um vinho fresco, aromático e de grande profundidade.

Perez Cruz Reserva Cabernet Sauvignon (Guia Descorchados 91) – rubi com reflexo violáceo intenso, aromas de frutas vermelhas, licor de cassis. Na boca exibiu taninos macios, redondos, quase aveludados. boa acidez e álcool integrado. Longo, intenso e bastante frutado, um vinho que reflete bem a tipicidade e seu terroir chileno do alto Maipo.

Porcupine Ridge Syrah/Viognier (WS 90)– um surpreendente corte a La “Cote-Rotie” elaborado na África do Sul, mostrando como a Syrah se deu bem por aquelas terras próximo a Cape Town. Vinho muito rico, fino e envolvente.

Nosso segundo parceiro neste evento é um local super aconchegante e de boa comida, o restaurante Vedhanta da amiga e confreira  Chef Nazaré Peixoto, aqui no centrinho da Granja Viana. Ao final da degustação, serviremos um prato de Raviolone de Mussarela e Manjericão com molho ao Sugo ou Al Limone, você escolhe na hora, acompanhado de um quinto vinho, o saboroso Paxis Douro (WE90) do qual será servida uma taça de 100ml para cada participante. Para finalizar, um cafezinho porque ninguém é de ferro (rs). Clique na imagem para aumentar e visualizar o gostoso lugar.

Clipboard Vedhanta

O kit degustação usado (as 4 taças varietais) poderá ser comprado a um preço especial no dia, assim como encomendas poderão ser feitas para taças avulso. Os vinhos servidos poderão ser comprados no dia com um preço especial com desconto de 10% sobre o preço de prateleira na Vino & Sapore. Tudo isso por apenas R$130,00 por pessoa com efetivação das reservas mediante pagamento. Nossos eventos têm tido, graças a Deus e apoio dos amigos, lotação esgotada em poucos dias do lançamento e como já temos 18 pré-reservas, sugiro ligar ou enviar seu mail já!

Parceiros neste evento, sem o qual nada conseguiríamos realizar/ Restaurante Vedhanta, Mistral, Almeria e Riedel. Um kanimambo enorme a eles e a você que segue fazendo deste blog um dos mais lidos no Brasil. Salute e aguardo vossas reservas lá na Vino & Sapore.

Local: Restaurante Vedhanta – Rua José Felix de Oliveira, 1032 / Centrinho da Granja Viana acesso pelo km 24 da Rodovia Rapose Tavares / Cotia

Dia: Dia 25 de Agosto às 20h

Reservas: Vino & Sapore – Rua José Felix de Oliveira, 875 – e-mail comercial@vinoesapore.com.br ou telefone (11) 4612-6343 ou 1433 das 14 às 19h

Salvar

Degustação Temática Queijo & Vinho!

SÓ RELEMBRANDO, FALTAM POUCOS LUGARES ENTÃO RESERVE JÁ, VENHA!!
Olá amigos, bom dia. Como sempre cá estou para falar de mais um evento de degustação e harmonização que armei na Vino & Sapore no próximo dia 7 de Julho. A Vino & Sapore se uniu á Autour de la Table de minha au tour de la tableamiga de longa data Eliza Leão para montar uma noite de alegria e conhecimento. A Eliza  e eu montaremos uma noite interativa que, espero, será muito proveitosa!
Entre uma Tábua de Queijos artesanais da Queijo com Arte e do Capril do Bosque (Cabra e Vaca), iremos testar harmonizações na prática!   Paralelamente, será uma noite de conhecimento onde todos aqueles que desejam conhecer um pouco mais sobre a história do queijo, sua fabricação e diferentes variedades poderão matar um pouco de sua curiosidade. Eis o que eu e a Eliza armamos para você degustar e harmonizar, 5 queijos e 5 vinhos, não necessariamente nessa ordem:
Queijo de Vaca massa cozida de longa maturação – Amalaya Riesling/Torrontés (Argentina)
Queijo de Cabra massa não cozida – Cantagua Sauvignon Blanc (Chile)
Queijo de Vaca massa não cozida e casca com cinzas – Vistamonti Barbera (Itália)
Queijo de Vaca massa não cozida casca lavada – Quinta da Prelada Porto Ruby Reserva (Portugal)
Queijo de Cabra Azul do Bosque – Anselmann Spatlese (Alemanha)
Queijo & vinho Clipboard
    Ao final ainda serviremos um caldinho para esquentar e finalizar a noite. Quem estiver a fins, como sempre, aviso que estaremos limitados a no máximo 24 pessoas e os primeiros a efetivarem suas reservas  garantem seu lugar. O custo do investimento será de R$125,00 por pessoa (pagos no ato da reserva) que cobrirá os queijos, vinhos, pães especiais, água e caldo. No dia a Eliza também disponibilizará alguns kits para venda.
Local, Vino & Sapore, (Rua José Felix de Oliveira 875, centrinho da Granja Viana, KM 24 da Rodovia Raposo Tavares) estacionamento livre no local e inicio previsto para as 20:30h. Aguardo sua reserva, me contate pelos comentários aqui, envie seu e-mail para comercial@vinoesapore.com.br ou me ligue na Vino & Sapore de Terça a Sábado das 14 às 19 horas (tel. 011-4612.6343 ou 1433). Kanimambo e uma pergunta só, vai dar mole! rs

Semana Que vem Tem Mistral!!

Afora o Wine Dinner no Koizan, postei ontem, a semana começa a mil! Lamentavelmente não sei há ainda alguma sobra de ingressos, sempre vale tentar, mas dias 6 e 7 em São Paulo e 8 no Rio de Janeiro, realiza-se um dos mais importantes eventos de nossa vinosfera tupiniquim, o Evento Mistral, um verdadeiro show de grandes rótulos, produtores e muita diversidade. Eu estarei lá na Segunda e comentarei aqui o que por lá vi, meus achados e preciosidades degustadas.

Mistral 2016Criado pela Mistral Importadora em 2003 e realizado apenas a cada dois anos, o Encontro Mistral chega a sua 8ª edição em 2016 como um dos mais respeitados eventos de vinho de todo o mundo. Em São Paulo, acontece nos dias 6 e 7 de junho, no hotel Grand Hyatt, e no Rio de Janeiro, no dia 8, no Sofitel Copacabana.

Setenta e oito vinícolas de 15 países participam neste ano, muitas representadas por seus proprietários ou enólogos, que servirão cerca de 500 rótulos pessoalmente ao público. “O Encontro Mistral é uma grande oportunidade para conhecer os verdadeiros responsáveis pela história do vinho de alta qualidade de todo o mundo”, afirma Ciro Lilla, presidente da importadora.

Grandes celebridades do mundo vinho que já participaram de outras edições do evento estão de volta em 2016. É o caso dos portugueses Luis Pato, proprietário da vinícola da Bairrada que leva seu nome, e Dominic Symington, da Symington Family Estates, do Douro. “O Encontro Mistral é a mais importante série de degustações jamais organizada na América do Sul”, diz Symington. “Talvez, o evento de vinhos com organização mais profissional em que já participei”, afirma Pato.

O público também poderá reencontrar no Brasil nomes consagrados, como o espanhol Miquel Ángel Cerdà, proprietário da Ànima Negra e Terra de Falanis, maior representante da ilha de Mallorca; o argentino Alejandro Vigil, enólogo chefe da Catena Zapata, que acaba de receber uma nota 100 de James Suckling por um novo vinho da casa; os franceses Yann Schyler, da Schröder & Schyler, o mais antigo negociante de Bordeaux e dono do Chateau Kirwan, e Jean Louis Despagne, proprietário e enólogo do Château Tour de Mirambeau, considerado uma das melhores compras entre os vinhos de Bordeaux; e o italiano Paolo Coppo, da Coppo (Piemonte), grande mestre da casta Barbera.

O Encontro Mistral 2016 traz ainda muitos outros nomes de destaques. Do Velho Mundo, os franceses Eve Faiveley, sétima geração no comando do reputadíssimo Domaine Faiveley (Borgonha), e Florent Baumard, proprietário do Domaine Baumard (Loire), muito elogiado pela Wine Spectator e um dos poucos do seu país a usar screwcap em vinhos de longa guarda; os italianos Roberto Stucchi, da Badia a Coltibuono (Toscana), um dos mais importantes de Chianti Classico, e Leone Contini Bonacossi, da Tenuta di Capezzana (Toscana), que produz vinhos há doze séculos na única denominação da Itália onde a Cabernet Sauvignon é obrigatória; e os portugueses Alvaro Castro, das Quinta da Pellada & Quinta de Saes (Dão), um enólogo arrojado, entre os grandes do país, e o jovem Diogo Campilho, da Quinta da Lagoalva de Cima (Ribatejo), um dos enólogos mais promissores de Portugal, que é descendente da família Real brasileira.

 Do Novo Mundo, o sul-africano Johann de Wet, proprietário da De Wetshof, primeira vinícola da região de Robertson e pioneira na casta Chardonnay do país, o neozelandês Nigel Avery, filho do fundador da Sileni Estate, que produz vinhos sob as práticas da agricultura sustentável, que sempre estão entre os mais estrelados do país, os uruguaios Daniel e Elisa Pisano, proprietários da vinícola batizada com o sobrenome da família, que é a melhor do país, segundo especialistas como Jancis Robinson e Steven Spurrier, e do Brasil, Luis Henrique Zanini, da Vallontano, um dos mais reputados enólogos nacionais.

Não haverá venda de ingressos no local, então a única opção é contatar a Mistral diretamente entre hoje e amanhã e rezar para ver se sobrou algum convite. Na próxima aviso mais cedo, sorry!

São Paulo: 6 e 7 de junho – Grand Hyatt (Av. das Nações Unidas, 13301)

Rio de Janeiro: 8 de junho – Sofitel Copacabana (Av. Atlântica, 4240)

Informações: www.mistral.com.br/encontro

Encontro Enogastronomico na Vino & Sapore dia 21 de Maio

Meus amigos, novamente o Chef Gonçalo e eu o convidamos para mais um encontro enogastronomico que realizaremos novamente na Vino & Sapore, das 13 às 17 horas. Desta feita o cardápio e os vinhos não terão um tema básico, mas garanto que (como sempre) o menu ficou da hora! Vejam só:

Bolinhos de Macaxeira com Carne Seca (porção de 6 unidades) R$18,00

(Sugestão de vinho, Muros Antigos Loureiro – Port.)

Risoto de Rúcula com Costela Suína Assada R$24,00

(Sugestão de Vinhos; Casa Santa Vitória Reserva – Port.)

Arroz de Polvo à Portuguesa R$26,00

(Sugestão de Vinhos; Terras de Monforte Branco ou Vinha dos Anjos Douro tinto – Port)

Hamburguer de Salmão com creme de Wassabi a marca registrada do Perfil de Chef R$24,00

(Sugestão de Vinho, Muros Antigos Loureiro – Port)

Sobremesa, Fatias de Paio de Chocolate com Fios de Ovos

                                          (Sugestão de Vinho, Porto Quinta da Prelada Ruby Reserva)

Paio de chocolate
Deverá ser nosso último encontro com o Food Truck Perfil de Chef porque o Gonçalo e a Lili deverão voltar a Portugal em breve, então aproveitemos enquanto podemos! Vinhos sugeridos* para  harmonização, todos portugueses, estarão disponíveis à taça (100ml) e em garrafa, estas com 10% de desconto somente no dia. Aguardamos vocês, Rua José Felix de Oliveira 875, Granja Viana (km 24 da Rodovia Raposo Tavares), Cotia. Tel. (11) 4612-6343
Clipboard Full
* Vinhos sugeridos são passíveis de mudança no dia em função de disponibilidade.

Dicas e Noticias de Nossa Vinosfera

Uma novidade que roda pela região de Campinas e algumas dicas para os amigos enófilos, vamos lá:

Projeto WINEBAR sobre rodas. Esta é uma ideia elaborada e construída pelos amigos Alexandre Frias (Diário de Baco) e Daniel Perches (Vinhos de Corte), gente que recomendo de olhos fechados. Sãowinebar-otr-01 verdadeiros promotores do mundo do vinho, que falam dele faz tempo, que possuem litragem e conhecimento, gente com quem tenho prazer de, vez em quando, compartilhar algumas boas garrafas! Agora querem enfatizar seu compromisso com a popularização do vinho com venda de vinhos e espumantes em taça nas ruas com sua Kombi “corujinha”, transformada em um bar.

A Kombi ano 69 transformada em um wine bar, ou “wine truck” como chamam alguns, é uma verdadeira atração. Tem cores as vibrantes (laranja e preta), iluminação caprichada, champanheira gigante e taças coloridas. Com todo esse aparato e claro, muitas garrafas de espumantes e vinhos à bordo, eles saem às ruas cobrindo eventos e fazendo parcerias com diversos restaurantes e empórios na região de Campinas. A agenda é sempre divulgada através as redes sociais.

“Escolhemos inicialmente a cidade de Campinas como piloto não só pelo fato de morarmos aqui, mas também pelas características do consumo local. O interesse por gastronomia tem crescido muito e as pessoas querem novidades. Os eventos de food truck tem feito muito sucesso e a aceitação é até maior do que esperávamos”, comenta Daniel Perches.

Mas os projetos do Winebar Online não ficaram para trás. Segundo Alexandre Frias “o alcance dos eventos e produção de conteúdo online através do Youtube e redes sociais é indiscutível, pois conseguimos abrangência, mas com certeza a presença física de nossos “wine trucks” pelo Brasil vaiwinebar-otr-02 potencializar a experiência com o vinho”.

A carta de vinhos do Winebar on the Road não tem restrições e pelo seu tamanho reduzido, muda constantemente. Além dos vinhos, eles servem drinques feitos também com vinho e suco de uva. Daniel e Alexandre explicam o motivo de não restringirem a carta a determinados países ou estilos: “o Brasil é um dos países com a maior variedade de rótulos do mundo. Queremos que as pessoas se divirtam provando vinhos diferentes. Um tinto espanhol, um rosé francês, um espumante brasileiro. Por quê não?”

A operação do “wine truck” é recente, mas os planos são de rápida expansão. Segundo os sócios já existem conversas avançadas com várias importadoras e produtores brasileiros interessados em ações especiais. Já você que me lê e possa estar interessado na presença deles em seu evento, porquê não contatá-los ou segui-los nas redes sociais? Outras informações: http://www.winebar.com.br – Instagram – @winebar – Facebook – facebook.com/winebarontheroad – Telefone: (19) 99909-2016.

Jantar Harmonizado Com Vinhos Espanhóis no Rubaiyat em Sampa.
O chef Carlos Valenti criou 5 pratos que serão harmonizados com vinhos de diferentes regiões da Espanha. O Rubaiyat e a importadora Evinhos da Espanha, promovem jantar harmonizado, no Rubaiyat da Alameda Santos, 86, dia 25 de fevereiro, quinta-feira, às 20h. Os pratos e os vinhos que serão servidos são:

Entrada: Gravlax de salmão com salada de cítricos Vinho: Lagar del Rey Verdejo D.O Rueda
Entrada: Gnocchi de mandioquinha com vieiras e sálvia Vinho: Rioja Bordon Rosado D.O La Rioja

Prato: Prego na brasa com alho porró assado na cinza e molho romesco Vinho: Finca el Encinal Crianza D.O Ribero del Duero
Prato: Carne da Fazenda Rubaiyat com purê cremoso de batata e alho assado. Vinho: Ars Macula 2006 D.O Navarra

Sobremesa: Cevada estilo “arroz com leche” e sorvete de canela com Cava Insigna Brut Nature D.O Cava

Tudo isso por 180 pratas, acho que vale! Para saber mais e fazer suas reservas ligue para (11) 3170.5200 e 3170.5136 e bom apetite.

DEZ Dicas Sábias de Marcelo Copello Para Se Aventurar pelos Mares de Baco

1- O que embriaga não é o quanto você bebe, mas o quanto deste álcool passa para o seu sangue. É importantíssimo forrar o estômago ANTES de beber, e beber devagar, diminuído assim a quantidade de álcool que passa ao sangue. Não adianta você forrar o estômago com um belo prato principal se você tomou meia garrafa de vinho já na entradinha…

2- Os alimentos que melhor forram o estômago são as proteínas e as gorduras, pois retardam a digestão.

3- As pessoas metabolizam o álcool de forma muito diferente. Uma pessoa pode ter de fato muito mais resistência ao álcool do que outra.

4- O hábito faz o monge. Quem bebe regularmente produz mais enzimas que metabolizam o álcool do que bebedores no fim de semana. É mais saudável beber pouco sempre, do que pouco de vez em quando.

5- Tamanho, sexo e idade influenciam. Quanto maior o peso da pessoa, mais álcool poderá consumir. Mulheres em geral tem cerca da metade da capacidade de metabolizar o álcool do que homens. Idosos devem beber menos, pois com a idade produzimos menos enzimas, nosso corpo perde água e gordura. Como resultado nossa capacidade de metabolizar o álcool também diminui.

6- Espumantes comprovadamente “sobem” mais rápido, pois por sua acidez são mais rapidamente digeridos.

7- Observe o teor alcoólico da bebida – ao tomar um vinho de 12,5% você estará ingerindo 20% menos álcool do que se estivesse bebendo um vinho de 15%, e 220% menos do que se estivesse tomando a mesma quantidade de uma vodka de 40%.

8- Água. A maioria dos estragos do álcool estão ligados à desidratação. Beba sempre bastante água, antes durante e depois do consumo de álcool. Há um limite, contudo. Beber um carro pipa não irá torna-lo imune aos efeitos do álcool.

9-Dia seguinte. Não use bebidas alcoólicas para curar ressaca. Você só vai adiar e piorar sua ressaca. Cientistas chineses comprovaram que refrigerantes de limão que contenham o aminoácido Taurina (como o Sprite) são eficazes contra ressaca. Eu, como não gosto de refrigerantes, sugiro um suco de tomate, que é um bom tônico (mas sem vodka!). Tomar café ou outros estimulantes irá ajudar, só lembre que café em excesso pode irritar ainda mais um estômago já irritado, e que nem café, nem Sprite ou suco de tomate irão diminuir o álcool em seu sangue.

10-Dê tempo ao seu corpo. Em caso de excesso só irá curá-lo de fato, pois o álcool precisa ser totalmente eliminado de seu sangue, e isso pode levar 12 horas.

Por fim retorno aos monges, com um trecho de sermão do bispo de Mainz, (Alemanha), relatado por Goethe: “Bebo oito cálices de vinho por dia e nenhum de vós poderá dizer que alguma vez me viu entregue a injusta cólera, injuriar meus pais ou meus conhecidos… Que cada um de vós, meus irmãos, fortifique, pois, o corpo e rejubile o espírito com a quantidade de vinho que a bondade divina lhe permitiu absorver”. Amém.- Marcelo Copello (mc@marcelocoopello.com)

Saúde, kanimambo e seguimos nos encontrando por aí ou, por aqui. Fui!

Desafio de Espumantes Rosé

Na verdade deveria ter sido em Outubro, mas todo mês é mês para levar a mensagem assim como todo o dia é dia de comemorar os dias das: crianças, dos namorados, das mães, dos pais e, porquê não, dos idosos! rs Já cantava Vandré, que quem sabe faz a hora não espera acontecer então eis o meu Final de Ano Rosa! A idéia deste saboroso e refrescante evento veio de uma degustação montada pela ABS São Paulo que achei muito bacana tanto pela criatividade quanto pelo conteúdo então me animei a montar minha prova também.

As quatro maiores forças do mundo espumante de nossa vinosfera são, na minha opinião e considerando-se a relação Quantidade com Qualidade na ordem: França, Espanha, Itália e Brasil então, com a ajuda de parceiros, selecionei entre eles alguns rótulos de muita qualidade a serem abertos, ás cegas obviamente. No entanto, coloquei um intruso nesse meio, um argentino!

Champagne Barnaut Grand Cru Autenthique Rosé Brut – imp.Decanter

Franciacorta Lo Sparviere Monique Rosé – Imp. Vinica

Cava Sumarroca Rosado Brut – Imp. Almeria

Labet Cremant de Bourgogne Rosé – imp. Decanter

Orus Pas Dosè Rosé – Adolfo Lona

Bellavista Desirée Rosé Brut – Bueno Wines

Vicentin Malbec Rosé Brut – Imp. Galeria dos Vinhos.

Prova às cegas, curta apresentação sobre a elaboração de espumantes, tira gosto, água, café e uma surpresa a ser apresentada na hora! Dia 10 de Dezembro a partir das 20 horas na Vino & Sapore e tão somente 12 vagas disponíveis das quais 6 já foram tomadas. Preço R$138,00 por pessoa pagas no ato da reserva, vEspumantes rosé Iai dar mole? Amantes das borbulhas não poderão perder por nada!!!

Kanimambo e fico no aguardo de sua confirmação, fui!