Espumantes – Tomei e Recomendo – Dez./07

 

        catia-009-custom.jpg         Como em todos os tipos de vinho, existe uma enormidade de rótulos disponíveis para nos dificultar a tarefa de escolher o que tomar e degustar. Impossível tomar tudo e saber de todos! Achei muitos rótulos de boa qualidade e, em alguns, consegui negociar ótimas ofertas e, em outras, o preço encontrado já é excelente. Nesses casos, inclui na descrição do produto o símbolo $, que significa uma boa oportunidade de preço. Vejam os preços de cada um desses produtos em nossa seção de Dicas de Boas Compras. Não posso, porém, terminar sem compartilhar com vocês um dos melhores conselhos, sobre vinhos, que recebi um dia; de que os grandes vinhos, inclusive os espumantes, deverão ser tomados na companhia de quem os aprecia. A compra que você irá fazer, portanto, deverá ser baseada no tipo de festa, dos convidados presentes, de seu gosto e de seu bolso. Boa escolha e …. Felizes Festas!

Até R$30

espumantes-ate-30-custom.jpg

Gente, espumantes baratos de qualidade, achei que não haviam muitos, mas, garimpando, descobri diversas boas opções entre produtores nacionais, proseccos e cavas. Até espumantes Franceses deu para encontrar em função de promoções especificas de final de ano! Eis algumas boas dicas do “Falando de Vinhos”.

Proseccos Italianos; Tosti (Rei do Whisky $), o Villa Sandi il Fresco (Empório Mercantil), Corte Viola Extra-dry (BR Bebidas $$) pelo preço especial (veja na seção de dicas de compras) uma barbada em um prosecco leve e fácil de agradar e o Dino Nardi (Perlage $), um prosecco especial muito agradável, médio corpo, produção orgânica, IGT (Indicazione Geográfica Típica) diferenciado para a faixa podendo acompanhar comida. Do Brasil, o único prosecco que se destaca é o da Salton disponível em diversas lojas e supermercados.

Espumantes – recomendo algumas belíssimas opções e verdadeiros achados neste nível de preços: Os nacionais Marson Brut (Mondo Di Vino $) uma fantástica relação custo x beneficio e um dos meus favoritos, muito fresco, equilibrado, com aromas cítricos, elegante e delicado. Também, o Marco Luigi Brut (Maison des Caves $) com abundante, e persistente perlage, numa equação de elegância e delicadeza e o Don Candido Brut (Portal dos Vinhos $$), um espumante bem elaborado com boa perlage e frescor.

Da Espanha as Cavas; Don Roman Brut (Portal do Vinho $), Cristalino Brut (Empório Mercantil $) e Marques de Monistrol (Expand $) todas muito boas, frescas, frutadas, com boa perlage e persistência. Ótimas opções a serem testadas.

Da França o Veuve de Vernay Brut (Flora), o Pol Clement (Expand $) de médio corpo, fresco com boa perlage e o François Montand (BR Bebidas $$) com boa mousse e perlage fina, boa acidez, corpo médio e uma boa pedida para quem gosta de Champagne, mas não quer gastar muito e, para finalizar, a BR Bebidas nos disponibiliza um espumante Kasher, Blanc des Blancs, com a marca Kraemer ($) a um preço muito especial.

Moscatel – Para quem quer algo mais suave com 7º de álcool tão somente, frutado e levemente adocicado porém sem ser enjoativo, não posso deixar de recomendar duas ótimas opções. São espumantes que tomo, em dias de forte calor, a cerca de 5º e que chamo de drink de beira de piscina ou final de tarde no terraço. Acompanham muito bem uma sobremesa, um bolo de aniversário ou, ainda, como aperitivo. São os; Moscatel da Marco Luigi (Maison des Caves $), para mim campeão de frescor e equilíbrio, boa acidez e uma doçura muito leve e fina sem residual de açucares, certamente o melhor Moscatel do Brasil e o da Aurora (Casa Palla $$) também de muito boa qualidade e uma ótima opção com preço bem acessível.

De R$30 a 50 existem ótimas opções a serem consideradas.

espumantes-30-a-50-custom.jpg

Proseccos – O, Terra Serena (Portal do vinho $) a harmonia em pessoa num conjunto muito agradável e de grande frescor e ainda com o melhor preço deste segmento, o Villa Sândi DOC (Rei do Whisky $), de excelente qualidade, muito equilibrado, boa perlage e fresco nos deixando aquele gostinho de quero mais na boca, e um que me encanta, o 7Nardi Brut DOC (Perlage $) de produção orgânica, aromas inebriantes, delicado, harmônico, com grande frescor, perlage fina e persistente, uma obra de arte a um preço muito convidativo. Para uma harmonização diferente e muito interessante, sugiro tomar qualquer deste ótimos proseccos acompanhando, acreditem, um churrasco. Façam o teste nem que seja para começar com ele e depois passar para um tinto ou ainda, um Alvarinho Português como o Deu la Deu 2006 (Barrinhas). A ótima acidez e frescor, cortam a gordura das carnes gerando uma harmonização inusitada, mas muito gostosa.

Espumantes – Dos nacionais a Salton Evidence (BR Bebidas $) um belo exemplo de nossa capacidade de produzir espumantes de qualidade, Valduga 130 (Casa Palla $) encorpado e complexo assim como o Cave Geisse Nature (Empório Mercantil) que dizem ser um dos tops nacionais, mas que não provei. Da França; Louis Perdrier (BR Bebidas), Charles de Fére Brut (World Wine), Blanc de Blancs Comte d’Ormont Brut (Mistral), o ótimo Veuve Paul Bur (Wine House $$) uma bela opção de grande frescor, equilíbrio, corpo leve e equilibrado, ótima acidez, aromas frutados e leve floral que encanta e se repete na boca. Tudo isso sem perder a personalidade Francesa, difícil é deixar de terminar a garrafa! Uma grandíssima opção ainda mais se comprada agora na promoção de Dezembro (veja mais na seção Boas compras e Oportunidades). Da Espanha, as Cavas; Sumarroca Brut (World Wine), Cristalino Nature (Empório Mercantil), Freixenet Nevada (Emporio Mercantil) e o Freixenet Cordon Negro (BR Bebidas).

Moscatel – Asti Fontanfredda talvez o melhor Asti disponível o mercado.

De R$50 a 80 

        espumantes-50-a-80-new-format-custom.jpg         

Espumantes – Nesta faixa de preço encontramos alguns dos mais conceituados espumantes nacionais como,  Miolo Millésime e o Chandon Excellence que muitos reconhecem como o melhor da produção nacional e que eu, por todos os que já provei, tendo a considerar como tal. É um espumante com classe e elegância, aromas intensos de florais e algo cítricos, ótima perlage fina e abundante, cremoso, muito equilibrado, uma delicia na boca.

Da Espanha as cavas da Codorniu com uma variedade grande de produtos como a Raventos, a Anna de Cordorniu ($) e o interessante Codorniu Rose Pinot Noir ($) todos disponíveis no Empório Mercantil.

Da França o Kriter Demi-sec (Decanter), Crémant D’Alsace Brut (Vinci), Crémant de Bourgogne Perle de Vigne Brut Gran Reserva (World Wine) e Blanc de Blancs Simonnet-Fèbvre (Taste-Vin) de boas criticas, mas que  não degustei pessoalmente.

De Portugal,sim, lá também se produzem bons espumantes, elogiam muito o Luis Pato Rose (Empório Mercantil $), mas não o provei, então não o posso comentar, porém certamente está na lista para uma futura degustação e é uma boa pedida para quem queira algo diferente.

Prosecco – Dois belíssimos exemplares da região de Vêneto que, junto com outros em faixas de preço menores, justificam a reputação dos bons Proseccos ali elaborados. O Bedin extra-dry (Grand Vin) que é excelente, leve,de muito frescor, aromas cítricos ótima perlage, e o Rústico (Expand) um produto de corpo leve para médio, mineral, boa complexidade de aromas que se repete na boca, seco, de perlage fina e intensa, com boa acidez e frescor num conjunto de muita elegância.

De R$80 a 120

                        espumantes-80-a-120-custom.jpg

Nesta faixa de preços somente provei o Murganheira, então, a lista abaixo é fruto de pesquisa e avaliação de diversos críticos consultados.

Espumantes – De  Portugal dizem que o melhor espumante hoje em dia é o Vértice (Adega Alentejana) porém, tenho uma grande simpatia pelo Murganheira (Casa Santa Luzia $) um espumante do jeito que gosto e que acho que tem que ser; leve, fresco, repleto de aromas de frutos cítricos, boa mousse com excelente perlage fina e abundante. Um espumante que nos enche a boca de prazer e frescor. Ainda de Portugal o Raposeira (Casa Santa Luzia). Da Espanha um Cava de grande carisma e respeitado é o Juve Y Camps Reserva safra 2004 (Península). Da França o Crémant de Loire (Impexco), Champalou Vouvray Brut (Taste-vin), o Crémant d’Alsace Chardonnay Brut (Mistral) e o único Champagne nesta faixa de preços, é o Lanson ($) que a BR Bebidas nos traz a um preço muito especial. Da Itália espumante Franciacorta Brut Nuova Cuvée DOCG (Mistral) e o Montenisa DOCG Franciacorta Brut (Vinci).

Acima de R$120

espumantes-acima-de-120-custom.jpg

 Nesta faixa de preços se encontram os Champagnes em toda a sua glória e finesse. A partir de R$135 se encontram Champagnes como; Moet Chandon, Piper-Heidsieck e Pommery podendo chegar a alguns milhares de Reais por rótulos safrados e de grande destaque. Falar sobre estes néctares seria como chover no molhado, até porque certamente as revistas especializadas nos farão o enorme favor de, certamente, fazer grandes degustações e avaliações de obras primas como; Gosset, Bollinger, Drappier, Taitinger, Pol Roger, Veuve Clicquot, Deutz, Krug, Don Perignon, Ruinart, Laurent Perrier, Delbeck, Billecart-Salmon, La Grande Dame e Egly-Ouriet entre outros. Para quem tenha condições, é Champagne na cabeça e não se discute mais. Como, todavia, existe uma enormidade de opções e locais de compra, sugiro contatar seu fornecedor de confiança ou fale com algumas das lojas indicadas por nós na seção “Onde Comprar” e que normalmente recomendo como a BR Bebidas e o Empório Mercantil. Uma outra boa opção, é trocar uma idéia com o Emilio, proprietário da loja Portal dos Vinhos e entusiasta dos espumantes de Champagne, que certamente saberá lhe indicar o melhor produto a um preço camarada. Afora os Champagnes; da Itália dois exemplares de espumantes da Franciacorta, o Montenisa DOCG Satén Brut (Vinci) e o Bellavista DOCG Cuvée Brut (Expand) e da Espanha a Cava Juvé Y Camps Reserva da Família Brut Nature 2001 (Península).