O Tempo e a Cor do Vinho

                Nem todo o vinho deve envelhecer. Hoje em dia existem uma série de vinhos que são produzidos para serem tomados enquanto jovens, em dois ou três anos no máximo e já começam a decair. Numa próxima coluna, me aprofundarei mais neste assunto, mas é importante que nos atentemos à cor do vinho que pode nos dizer muito sobre a sua idade e seu estado de conservação.

Ao comprar, ou ao degustar, preste atenção na cor do vinho para saber o que você está tomando e se o vinho, eventualmente, já não tenha passado de seu tempo. Se na garrafa, coloque o gargalo contra uma fonte de luz, natural, lâmpada quente ou vela, e faça a sua avaliação. Já “entubei” por não me atentar a isto. Animado com um vinho branco que tinha tomado, comprei mais três garrafas sem muito cuidado. Um vinho jovem, que deveria estar com uma tonalidade palha, apresentava uma tonalidade amarelo ouro. Realmente já era e, pior, o local onde comprei era tão longe, que não adiantava tentar a troca. Por outro lado, nem todos os estabelecimentos o fazem então cuidado na compra de seus vinhos e tente sempre comprar em locais de confiança e não muito longe de seu caminho costumeiro. Quando comprar em viagens ou em lugar distante, mais importante ainda é certificar-se que o vinho está em bom estado.

Nos vinhos tintos:

                . Tons de violeta indicam um vinho tânico, robusto e jovem.

                . Tons de rubi, vermelho vivo denotam um vinho leve e jovem.

                . Tons com reflexos alaranjados mostram um vinho maduro, redondo, pronto para tomar.

                . Tons de tijolo podem apontar um vinho prejudicado ou em processo de decadência.

                . Cor marrom escuro mostra um vinho já sem condições de consumo.

Nos vinhos brancos:         

                . Tom verde-água ou palha indica um vinho jovem, refrescante e leve.

                . Tom mais esverdeado mostra um vinho refrescante e com acidez positiva.

. Amarelo-esverdeado demonstra que esse vinho passou por algum tempo de envelhecimento em carvalho, que é balanceado e frutado.

. Dourado. Se encontrada num vinho de pouca guarda, pouco complexos e de baixo preço, provavelmente demonstrará que o vinho já passou  do ponto de consumo. Alternativamente esta cor demonstra oxidação, nos vinhos secos, ou ainda, riqueza de sabores em alguns poucos vinhos especiais como nos doces de Sauterne.

. O tom de marrom mostra um vinho já sem condições de consumo.

Reflexos: Com a taça 45 graus, no sentido oposto de seu corpo, o reflexo, no topo da unha formada pelo vinho, é de uma coloração diferente da do vinho. Quando jovem, o reflexo é violáceo no tinto e esverdeado no branco. Conforme envelhece, âmbar no branco e amarelado ou alaranjado no tinto